sábado, 24 de novembro de 2007

O fascínio de AJJ


Como é possível AJJ falar desta forma sobre (para) a ALRAM? De facto, é inacreditável que proponha (no caso dele não propõe, manda e os senhores deputados do PSD executam. Mesmo que isso signifique um comportamento incoerente...) o levantamento da imunidade a um deputado (João Carlos Gouveia) por intervenções políticas que têm vindo a ser proferidas contra o Presidente do Governo (não sei bem o que esperava AJJ. Mimos?). Será que AJJ sabe qual o objectivo da imunidade parlamentar? É claro que sabe. Quer desrespeitar tudo e todos e explorar o pior desta democracia: a sua dependência de um homem obcecado por si mesmo, um homem cujo comportamento é de alguém que se fascina consigo. Não deve ser por acaso que fascismo vem de fascínio!

Qualquer dia, como me lembrou ainda hoje um amigo, temos de recorrer ao Tribunal dos Direitos Humanos para nos defendermos...Se calhar não falta assim tanto.

5 comentários:

BaBy_BoY_sWiM disse...

Ao menos os deputados seguem as indicações do líder! Vê alguma diferença?!

Alexandro Pestana disse...

Alguma vez se levantou a imunidade parlamentar a alguem do PSD? Se não, porquê raio é que isto continua assim? Uns tem mais direitos do que os outros? Acho que isso devia ser mudado com um abaixo assinado do povo ou coisa parecida e mandar para cavaco silva. Quer dizer, se eu for deputado do PSD-M e andar a fazer porcaria a vida toda, estou na boa porque a mim não me podem levantar a imunidade... Mas que palhaçada vem a ser isto? Arranjem uma solução pra isso, porque assim isto não pode continuar!

Anónimo disse...

O importante é que o dr. Carlos Pereira não seja um mero ponta de lança de outros que, depois, se vão aproveitar.
Desconfie sempre dos elogios.

Bilhardar disse...

caro Carlos permita-me a emenda. Fascismo não vem de fascínio, vem do italiano "fascio" que era um tipo de machado que os magistrados romanos usavam e que simbolizava o poder judicial e a liberdade do povo.

Anónimo disse...

Se o dr. JCG não pagar a pena de multa a que foi condenado e tal questão só for levantada pela justiça e publicitada em 2010-2011, isso poderá ser prejudicial para o dr. JCG e as eleições.