quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Já está marcada


A Assembleia Municipal extraordinária onde Albuquerque deverá explicar porque mentiu relativamente às justificações sobre o relatório da inspecção à autarquia do Funchal já está marcada e ocorrerá no próximo dia 23 às 15 horas. Na última Assembleia Albuquerque usou como argumentos da sua defesa os relatórios do tribunal de contas. A oposição descobriu que estas justificações eram uma enorme fraude dado não terem existido auditorias do tribunal de contas para o ano de 2003 e 2004. E agora?

2 comentários:

gaúdio disse...

Espero sinceramente que a próxima Assembleia Municipal Extraordinária decorra com mais elevação por parte do executivo camarário. Sobretudo quando as questões são mais incómodas e não deixam muito espaço para fuga...Os funchalenses merecem ser informados convenientemente e exigem transparência na gestão da cidade que vivem e gostam. Os autarcas são-no porque quiseram e independentemente da cor política, estão lá para SERVIR a população. Os funchalenses preferem saber a "verdade", ainda que a mesma não seja simpática. Os argumentos do edil que se escudam atrás das auditorias do Tribunal de Contas, caíram por terra. Não sei se agora invocará algum "personagem Disney" para anular o efeito demolidor da inspecção.
Certamente a imaginação será fértil. Mas como dizem os venerados anciões: "a verdade é como o azeite".

amsf disse...

Agora é importante que a oposição não se disperse na Assembleia extraordinário a repizar os argumentos da assembleia anterior e não se deixe levar pelas bocas do PSD sobre a perdade de mandatos de deputados da oposição.

É importante desmascará-lo perante a opinião pública questionando-o sistemáticamente sobre esses relatórios do T.C que lhe serviram de justificação. Nada serve ter razão se a comunicação social não transmitir o essencial. E neste caso o essencial é que MA mentiu descaradamente (a ser verdade)pois nunca houve relatório do TB nessas datas!