sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Governem por favor


Os Senhores do PSD, como é habitual, já têm a desculpa que procuravam, esfarrapada obviamente, para a sua total incompetência na resolução dos problemas da Madeira. Como dizia o Presidente da República Cavaco Silva, "os grandes desafios que se colocam ao futuro das autonomias passa mais pelas políticas adoptadas do que pela consagração de mais poderes". É isto mesmo que os Senhores do PSD não querem que todos saibam: não têm soluções para os problemas que se coloca ao desenvolvimento da Madeira e as políticas que adoptam são, na maior parte dos casos, insuficientes e/ou desastradas, ou então apenas justificam a satisfação de interesses privados em detrimento do bem geral.

Agora a desculpa é o Orçamento de Estado. Para eles o orçamento prejudica a Madeira. Para eles vem pouco dinheiro para alimentar o orçamento regional mal gerido e vergonhosamente distribuído pelos senhores do governo do PSD. Alberto João Jardim fala num novo ciclo, mas é só conversa da treta. Conversa para inglês ouvir, porque de seguida afirma que está aí um novo ciclo de obras, de infraestruturas, de cimento. É isto que ele sabe fazer e por isso que quer dinheiro fácil, para alimentar o monstro que ele criou e assegurar a sua permanência à frente deste governo.

Caros Senhores do PSD, querem um conselho? Tratem mas é de governar. De olhar para dentro da RAM e encontrar soluções adequadas, de definir um conjunto de novas políticas que permitam que a Madeira respire vivacidade. .

Um dia, quando todos perceberem o que se está a passar, quando a RTP Madeira compreender que os 55000 pobres que a Madeira ainda tem é assunto muito importante para noticia de abertura do telejornal, quando a comunicação social da Região estiver livre para pedir responsabilidades públicas àqueles que não defendem o bem comum. Quando isso acontecer, e um dia acontecerá, só restará uma alternativa: meter o "rabinho entre as pernas" e sair pela falta de competência e idoneidade que demonstram.

1 comentário:

zaragatanocalhau disse...

Tá certo...

Mas o que dizer da discriminação a que este governo da república tem submetido a RAM face aos Açores e Portugal Continental?

Será que não se recorda das palavras do Sr. ministro Silva Pereira a quando da visita do Presidente da República, em que afirmou publicamente e com a maior da desfaçatez, que os Açores seriam contemplados com aumentos do orçamento de Estado para 2008?

Enfim, cada qual tem os seus critérios...

(http://zaragatanocalhau.blogspot.com)