terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Independência segundo AJJ - outra vez!

AJJ volta a falar de independência e diz de forma clara que se os madeirenses quisessem ele não se importava da independência. Ora isto é exasperante. Este homem está farto de dizer isto, sobretudo quando precisa pressionar os órgãos de soberania para arranjar dinheiro para pagar as suas loucuras na Madeira.

2 comentários:

Vico D´Aubignac disse...

"João Jardim declarou o seu apoio a Costa Neves nas eleições açorianas, sustentando que aquele arquipélago "merece dar o salto que a Madeira deu e ainda não conseguiu porque a economia é no sentido subsidiário, de compra de votos e assim não se vai a lado nenhum". (LUSA)
Que afirmação tão vil e de grande desonra intelectual!! Como se pode ser assim na vida? Como se pode acordar todas as manhãs e adoptar comportamentos e atitudes como a atrás reproduzida? Estou fartíssimo desta gente de má índole (e perigosa!)
Tem de haver inferno.
Cumprimentos.

amsf disse...

Por mais desonestidade intelectual que demonstre só uma minoria mais "esclarecida" é que se apercebe disso. A carneirada vê isso com orgulho e como uma actitude de coragem pois não conhece a realidade madeirense. Acção psicológica pura e dura. Teria piada era haver um ressurgimento da FLAMA composto por pessoas que pensassem estarem a fazer aquilo que o grande líder deseja e depois verem o mesmo, assustado, a colaborar com as forças da ordem para os reprimir. Para que tal acontecesse bastava que meia dúzia de "provocadores" encetasse algumas acções independentistas para logo aparecerem outros, sinceros jardinistas, a imitá-los. Contra a acção psicológica do sr. AJJ também existem "provocações", contra-medidas que o poriam em maus lençõis...As ameaças funcionam até certo ponto mas se o AJJ não está disposto e em condições de as cumprir vão perdendo credibilidade com o tempo...