segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Uma entrevista sem espinhas. E se fosse a AJJ?

Sócrates defendeu-se explicou e aproveitou para apresentar as suas ideias e soluções. Não foi a sua melhor performance mas deu boa conta de si. Mas, observando aquela entrevista, a agressividade dos jornalistas, a preparação, o atrevimento saudável, a pressão e a acutilância das perguntas, sem medo e sem vergonha, lembrei-me do que seria se AJJ estivesse disponível para explicar as suas loucuras, a sua ausência de governação, os seus escândalos económicos, o apadrinhamento da falta de transparência, o endividamento inexplicável, o aumento da pobreza, a desgraça do aumento do desemprego, a ausência de soluções para a crise, as razões da necessidade da reforma da constituição, o falhanço da autonomia na mão do PSD...Tudo isto perguntado directamente, "sem espinhas" com clareza, em directo, com coragem e algum atrevimento...Havia de ser bonito!

1 comentário:

Andesman disse...

Absolutamente de acordo.