quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Parcialidade


Estamos perante um dos casos mais mediáticos dos últimos tempos com suspeitas graves de corrupção por parte do actual Presidente da CMF. Perante este cenário esperaríamos um debate alargado de forma a contribuir para esclarecer a população. É para isso que serve a imprensa e, principalmente, é para isso que existe serviço público de rádio e televisão. Mas, infelizmente, mais uma vez, o actual director da televisão da Madeira prefere contribuir para dar razão àqueles que, como eu, consideram que esta televisão é parcial e desonesta no tratamento da informação. Muitas vezes não apenas pelo que faz mas mais pelo que esconde. Aqui vai mais uma nota muito negativa para a direcção da RTP e RDP ( mais uma!)

1 comentário:

CEKRETU disse...

A nossa RTP/RDP-M está "doente" e há muito tempo.É vergonhoso assistirmos aos programas informativos que passam nos media estatais na RAM, de que todos nós somos accionistas.
Os programas de debate representativo das várias sensibilidades são inexistentes, e a generalidade dos jornalistas não demonstram a mais ínfima acutilância. Felizmente ainda não nos aproximamos dos enfadamentos discursivos de Fidel ou de Chávez. Lá "gramamos" qualquer inauguração em que haja uma fita ou placa...
Se tiverem possibilidade comparem uma semana de emissão entre a RTP-Madeira e a RTP-Açores...Não me refiro apenas à "linha editorial" e pluralidade de opiniões e imparcialidade nas temáticas. Refiro-me à produção de conteúdos regional e à quantidade de directos...
Superiores nós??!!