terça-feira, 11 de dezembro de 2007

"Luxo asiático" ou...


A maior parte dos deputados do PSD, incluindo o líder parlamentar e o Presidente da 2ª Comissão, abandonou o plenário quando o PS fez a sua intervenção de abertura, relativo à proposta de ORAM 2008.
Até compreendo a dificuldade demonstrada em defender um mau orçamento. Compreendo a pobreza dos argumentos e a obsessão de chutar para Lisboa as culpas de tudo o que de mau se passa na Madeira (e são cada vez mais coisas más a acontecer! ) ficando o PSD com as coisas boas numa defesa que roça o "primarismo" insuportável, básico mas, talvez, dizem os experientes da política, eficaz! Compreendo isto mas não aceito com sentido de normalidade a "fuga da sala", o virar as costas ao debate de ideias e soluções. Este não é um comportamento normal em democracia. Mais. Nem sequer é um comportamento normal entre gente educada e civilizada. Contudo, nem a televisão reparou (?) neste estranho evento. Deve ser por isso que estes senhores dão-se a "estes luxos asiáticos". Estamos conversados!

2 comentários:

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

Essa atitude dos deputados do PSD demonstra como eles estão-se a marimbar para a oposição, sabem que tem um regime e um boss que os protegerá quando houver bronca... Por isso fazem o que fazem. Para já acho isso uma grande falta de educação, pois se a oposição tem de gramar com o tempo ilimitado de alguns a cantar, também eles deviam ter a educação de manter o rabo na assembleia para ouvir o outro lado da barricada. Enfim, isso espelha a porcaria da democracia que temos na Madeira, tudo uma farsa! As vezes pergunto-me se a Madeira voltasse pras mãos do governo central se não iamos estar melhor, pois pior do que estamos agora é impossível.

amsf disse...

Na rádio ouvi que o AJJ ausentou-se e que se despediu de algumas pessoas com um até Quinta-Feira.

Não participa em debates televisivos, não é obrigado a prestar contas no Parlamento senão aquando do orçamento e programa de governo (?), tem tempo ilimitado e ainda há quem ache que é uma pessoa com tomates! Deve-os ter em tão grande quantidade que até o Manuel António diz que a Madeira não precisa de "importar" hortaliças! Ele que os coma!